Tati & Paulinho

Eles crescem, se tornam donos de si, decidem o que querem ou não fazer e as atividades do dia-a-dia serão sempre as “queridinhas”. Eu ganho muito com isso, eles também! Deixar que a criança seja ela mesma é a melhor das alternativas. Eu consigo fotos espontâneas, eles fazem o que gostam e como costumam fazer … e no fim, todo mundo se diverte! rsrs

Não canso de me dizer que ensaio de família é sempre muito prazeroso. A relação da mãe com o filho (e vice-versa) é muito gostosa de registrar. O Paulinho vai crescer, os banhos demorados, correr pelado pela casa, a mamãe ler história, brincar no parque, “dirigir” o carro … tudo isso um dia vai acabar, mas as fotos serão as melhores lembranças que ele terá da própria infância. Pode ser que um dia ele não se interesse mais pelas panelas e pelo fogão, mas também pode ser que se torne um chef renomado. Pode ser que ele desista de pintar telas, como também pode ser que ele se torne um dos melhores artistas plásticos. Vocês não podem ouvir, mas olhando as fotos do Paulinho no quarto dele eu consigo ouvi-lo contando aranhas (simmm, ele disse que tinham aranhas no teto) como no dia que fizemos a sessão de fotos. A infância é maravilhosa. Ter lembranças dela é melhor ainda!

Fotografe a sua família! Colecione memórias!